quinta-feira, 25 de junho de 2015

Somos personagens do incerto

Todos os dias quando acordo, me pego pensando sobre os acontecimentos da vida.
Na maioria das vezes me sinto surpresa, pois nunca teremos uma chance de sabermos a verdade sobre a vida, sobre o amanhã que nem sei se irá existir.
A única coisa que sei é que o amanhã será sempre o amanhã dos dias de hoje.
O mundo gira tão devagar, enquanto as coisas acontecem muito depressa. Isto me assusta!
Tudo muda de lugar o tempo todo e nós seremos sempre personagens do incerto?

Sabrina Receputi

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Ferramenta tola!

Quantas vezes chorei em silêncio esperando por você?
Talvez eu ainda esteja esperando...
Coração é uma ferramenta tola que carregamos dentro do peito que bate em função do amor!
Tudo muda o tempo todo e o que restou de nós?
Não me pergunte!
Não sei dizer.
Continua sobrando tanta falta que me falta paz...
O mesmo tempo que nos separa é o mesmo que nos une e isso é o que me intriga.
A sua imagem e aparição me deixam com medo do que sinto, me deixam sem chão.
Um dia, escrevi textos e poesias expressando minha total alegria por estar ao seu lado, agora o meu coração chora e se lembra de tudo com muita dor e insatisfação.
Um dia eu sei que tudo isso irá passar e novos textos e poesias irão surgir...
O que nos resta?
Tempo...

Sabrina Receputi

segunda-feira, 8 de junho de 2015

O hoje é o agora.

Seguir, significa pegar uma estrada e ir adiante para onde a vida levar.
Estrada que por sí só, alimenta com uma energia única e "minha", somente "minha"!
Sentir cada passo se resume em amadurecimento e sofrer com acontecimentos, faz parte dos momentos da vida.
Afinal, a vida é feita de momentos e o que seria de cada um sem os momentos felizes e tristes?
Dizem que o "para sempre" sempre acaba, mas o amor próprio nunca deve acabar.
Mais uma vez irei dizer que tudo na vida se resume em amadurecimento e inúmeros erros ensinam a seguir... isso é viver e aprender!
Viver o hoje é o que faz valer a pena e me faz acreditar sempre que nunca seremos perfeitos o suficiente para satisfazer alguém 100%.
Temos que nos satisfazer primeiro,  antes de qualquer julgamento ou punição.
Eu gosto de azul, e você?
As diferenças estão vivas por todo canto e cabe a nós aceitarmos ou não.
Por um instante,  eu me vi no meio de uma mata linda e não me senti perdida... me transformei em um tigre e comecei a correr... o melhor é que eu não corri sem direção ou em desespero. Eu corri para onde havia um sol extraordinário, me preenchendo por dentro com paz, simplesmente em paz, sem pensar em nada.
Ao som da natureza sussurrando ao meu ouvido, eu consegui me ver... me olhar... me sentir... voltei!
O agora é mais surpreendente que qualquer tempo, porque tempo não existe e sim, o agora e nada mais.
No mais, fui-me e me vou.

Sabrina Receputi

quarta-feira, 25 de março de 2015

Para mim

Para mim não importa em que mês nós estamos.
Para mim, os dias são sempre iguais.
Começa as zero horas e um segundo o dia seguinte do dia anterior...
E assim, as horas se passam sempre de algum jeito.
Minutos de felicidades e horas de...

Sabrina Receputi

sábado, 14 de março de 2015

Viagem

Atalhos e riachos me levam até você...
Onde irei parar?
Não me pergunte o que não irá ter resposta.
O segredo é viver para se ter qualquer resposta de algum questionamento seu, que também pode ser meu!

Sabrina Receputi

quinta-feira, 12 de março de 2015

Eu sei... nem sei.

Duas forças que se afastam,
Duas almas que se atraem.
Não há mistérios quando a emoção fala mais alto e abafa uma razão que faz doer por não ter razão.
Até onde vai esta carruagem?
Nem me lembro a última vez que eu a vi.
O tempo passa devagar, eu sei...
Dói como se tivessem me tirado o coração.
Coração este bobo, tolo e singelo.
Quando se cria um vínculo que se resume em amor, a dor só aumemta enquando a saudade explode por dentro.
O canto almeja o lado bom.
Faz parte, eu sei!
Faz tempo... nem sei.
Faz chorar, faz chover, faz um brilho surgir por entre nuvens.
Cadê este sol?
Cadê aquela brisa que me tirava o ar?
Tempo "mano velho" que me afaga com o passar das horas...
Hora me acostumo, hora me desespero, hora sumo, hora sigo...
Pensamentos viajam por onde passo, deixando rastros de solidão. Ai tempo, tempo, tempo... tempo este maldito ou amigo?
Porque passas tão vagarosamente?
Quero logo este céu azul, sem trovoadas e rajadas de ventos.
Quero colo, quero um copo de pinga para aquecer o que me falta e depois, uma taça de vinho para brindar o que ainda está por vir.
O futuro a Deus pertence.

Sabrina Receputi.

domingo, 1 de março de 2015

Espelho

Estou em minha casa e com um peso enorme nas costas...
O nome deste peso eu não sei dizer, talvez seja o chão que me engoliu ou me subiu por inteira.
Me olhei no espelho algumas vezes e não vi nada demais.
Vi apenas uma pessoa solitária, com olheiras e com um olhar muito triste.
Mesmo assim, continuei olhando para este espelho para tentar me enxergar de um outro ângulo e, encontrei novamente a solidão, mas encontrei também um leve sorriso escondido em busca de paz.
Este espelho ainda não me refletiu nada de bonito a não ser uma pessoa pálida, com cara de ontem.
Mas espere!
Não sou de desistir tão fácil das coisas, muito menos de mim mesma.
Permaneci me olhando um pouquinho mais e consegui enxergar o meu amor próprio, que eu havia perdido...

Sabrina Receputi

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Não solte a minha mão

Antes, o que era alegria, vem se transformando em uma lágrima.
Antes, o que era colorido,  vem ficando preto e branco.
Eu não estou me enxergando.
Não estou reconhecendo você!
Amor? 
Medo disto!
Vem se tornando vital esta amargura misturada com dor.
Cadê você?
Estou em um labirinto sem fim.
Ei! Aqui...
Você não está me vendo?
Espere!
Eu não estou me reconhecendo também.
Não solte a minha mão.

Sabrina Receputi

terça-feira, 9 de setembro de 2014

... e muito mais.

Existem momentos que se tornam tão incríveis,  que me contemplam.
O teu sorriso é tão lindo que me apaixono mais a cada dia.
Uma beleza rara se resume em teu modo de ser.
Quando digo que sou tua, sou mesmo e me entrego...
Os teus cuidados me invadem e me preenchem de alegria, sou feliz!
Quando me faz surpresas, sinto uma emoção tão única,  sinto uma vontade enorme de pular em teu colo.
É tanto amor...
É tanto querer...
O meu maior presente é você.
Amo amar você.
Acredite!
Você me tem por inteira e muito mais.




Sabrina Receputi

sábado, 21 de junho de 2014

Realidade

"O amor é frágil, Coração.
E nem sempre cuidamos dele muito bem.
A gente se vira e faz o melhor que pode, e torcemos para que esta coisa frágil, sobreviva apesar de tudo."

Sabrina Receputi